Cuide bem da sua equipe.

Vacinação Ocupacional

Os bons gestores e líderes empresariais já internalizaram muitas práticas e hábitos que colocam o bem-estar dos funcionários como prioridade institucional. Ginásticas laborais, sessões de relaxamento e dinâmicas bem-humoradas fazem parte do cenário das pequenas, médias e grandes corporações. Claro que tudo isso é ótimo, mas ainda vemos um erro muito frequente, que é o descuido com relação a uma das formas mais elementares de prevenção de doenças: a Vacinação Ocupacional.

Você também é responsável pela saúde dos seus funcionários

Pense na seguinte situação. Na sua empresa há uma colaboradora recém contratada que, apesar do pouco tempo na equipe, já entregou resultados acima do esperado.

Desde os primeiros dias ela se demonstrou uma ótima “aquisição”, pois levou a sério as várias horas de treinamento e se engajou prontamente na missão que você desenhou para os seus negócios.

Lá pelo sexto ou sétimo mês, quando tudo estava indo muito bem e a produtividade a plenos vapores, a sua funcionária de repente deixa de ir trabalhar, interrompendo um círculo virtuoso nos negócios. Infelizmente uma ligação da família informa que ela contraiu o vírus da hepatite A.

Ok, você deve estar se perguntando: “Onde está o erro da minha empresa nesta história?”

A resposta pode ser mais simples do que parece.

O problema poderia ter sido evitado desde o início da contratação, se o RH da empresa tivesse prestado atenção em algo que é muito mais do que um mero detalhe:  a carteirinha de vacinação do colaborador.

Não é exagero afirmar que, depois do currículo do funcionário, a carteira de vacinação é o segundo documento mais importante dele!

Assim como no caso da hepatite A, muitas outras doenças podem ser facilmente evitadas através de vacinas disponíveis e prontamente acessíveis no mercado.

Chega mesmo a ser um lugar-comum dizer que a saúde financeira de uma empresa está intimamente conectada com a saúde física e mental de toda a equipe de trabalho. E isso é verdade!

Por isso o cuidado com a saúde e o bem-estar dos funcionários começa quando o empregador compreende a importância da Vacinação Ocupacional.

Abaixo você pode compreender melhor do que estamos tratando.

Os bons gestores e líderes empresariais já internalizaram muitas práticas e hábitos que colocam o bem-estar dos funcionários como prioridade institucional. Ginásticas laborais, sessões de relaxamento e dinâmicas bem-humoradas fazem parte do cenário das pequenas, médias e grandes corporações. Claro que tudo isso é ótimo, mas ainda vemos um erro muito frequente, que é o descuido com relação a uma das formas mais elementares de prevenção de doenças: a Vacinação Ocupacional.

Você também é responsável pela saúde dos seus funcionários

Pense na seguinte situação. Na sua empresa há uma colaboradora recém contratada que, apesar do pouco tempo na equipe, já entregou resultados acima do esperado.

Desde os primeiros dias ela se demonstrou uma ótima “aquisição”, pois levou a sério as várias horas de treinamento e se engajou prontamente na missão que você desenhou para os seus negócios.

Lá pelo sexto ou sétimo mês, quando tudo estava indo muito bem e a produtividade a plenos vapores, a sua funcionária de repente deixa de ir trabalhar, interrompendo um círculo virtuoso nos negócios. Infelizmente uma ligação da família informa que ela contraiu o vírus da hepatite A.

Ok, você deve estar se perguntando: “Onde está o erro da minha empresa nesta história?”

A resposta pode ser mais simples do que parece.

O problema poderia ter sido evitado desde o início da contratação, se o RH da empresa tivesse prestado atenção em algo que é muito mais do que um mero detalhe:  a carteirinha de vacinação do colaborador.

Não é exagero afirmar que, depois do currículo do funcionário, a carteira de vacinação é o segundo documento mais importante dele!

Assim como no caso da hepatite A, muitas outras doenças podem ser facilmente evitadas através de vacinas disponíveis e prontamente acessíveis no mercado.

Chega mesmo a ser um lugar-comum dizer que a saúde financeira de uma empresa está intimamente conectada com a saúde física e mental de toda a equipe de trabalho. E isso é verdade!

Por isso o cuidado com a saúde e o bem-estar dos funcionários começa quando o empregador compreende a importância da Vacinação Ocupacional.

Abaixo você pode compreender melhor do que estamos tratando.

A vida adulta, o mundo do trabalho e a vacinação

Tente dizer qual seria a sua resposta, caso alguém chegasse neste exato momento e perguntasse: “onde você guardou a sua carteirinha de vacinação?”

Difícil de lembrar, não é mesmo?

Na maioria dos casos, nós, adultos, teremos no máximo aquela recordação nostálgica das antigas cadernetas de vacina, que eram mantidas sob a guarda dos nossos pais e as quais víamos somente quando chegava o dia da vacinação infantil oferecida pelo governo nos “postinhos de saúde”.

Provavelmente os funcionários da sua empresa também façam parte da estatística que revela que 64% dos brasileiros adultos não estão em dia com as vacinas.

Tirando a vacina contra a gripe, da qual muito se fala nos meios de comunicação, mal saberíamos dizer se existem outras vacinas recomendadas para a nossa faixa etária.

Com o passar dos anos, por algum motivo somos levados a crer que o nosso corpo vai abandonando a necessidade da imunização.

Depois de crescidinhos, quando somos questionados sobre quais os cuidados que devemos ter com a nossa saúde, sacamos do bolso aquelas respostas padronizadas, como o “cuidado com a alimentação”, “a prática de esportes” e “parar de fumar”, mas esquecemos da importância da cultura da vacinação também na fase adulta.

Por isso é imprescindível buscar ajuda técnica de profissionais preparados que ofereçam os serviços de Vacinação Ocupacional para a sua empresa, evitando colocar em risco o bem-estar e a produtividade dos seus colaboradores.

A vida adulta, o mundo do trabalho e a vacinação

Tente dizer qual seria a sua resposta, caso alguém chegasse neste exato momento e perguntasse: “onde você guardou a sua carteirinha de vacinação?”

Difícil de lembrar, não é mesmo?

Na maioria dos casos, nós, adultos, teremos no máximo aquela recordação nostálgica das antigas cadernetas de vacina, que eram mantidas sob a guarda dos nossos pais e as quais víamos somente quando chegava o dia da vacinação infantil oferecida pelo governo nos “postinhos de saúde”.

Provavelmente os funcionários da sua empresa também façam parte da estatística que revela que 64% dos brasileiros adultos não estão em dia com as vacinas.

Tirando a vacina contra a gripe, da qual muito se fala nos meios de comunicação, mal saberíamos dizer se existem outras vacinas recomendadas para a nossa faixa etária.

Com o passar dos anos, por algum motivo somos levados a crer que o nosso corpo vai abandonando a necessidade da imunização.

Depois de crescidinhos, quando somos questionados sobre quais os cuidados que devemos ter com a nossa saúde, sacamos do bolso aquelas respostas padronizadas, como o “cuidado com a alimentação”, “a prática de esportes” e “parar de fumar”, mas esquecemos da importância da cultura da vacinação também na fase adulta.

Por isso é imprescindível buscar ajuda técnica de profissionais preparados que ofereçam os serviços de Vacinação Ocupacional para a sua empresa, evitando colocar em risco o bem-estar e a produtividade dos seus colaboradores.

O que devo ter em mente quando for buscar os serviços de Vacinação Ocupacional para a minha empresa?

Para enfrentar todos os passos da imunização dos seus colaboradores, você deve prezar por serviços que saibam conduzir apropriadamente os programas de vacinação e que sigam o Calendário de Vacinação Ocupacional.

É imprescindível que a sua escolha leve em consideração todos os aspectos éticos e técnicos envolvidos no processo, sendo eles: a qualidade da vacina, seu transporte e manuseio, sua conservação, a técnica de aplicação, assim como a comunicação adequada com o público-alvo.

Além disso, é preciso cultivar o hábito de incluir a vacinação entre os temas trabalhados tanto na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT), como também durante todo o ano.

A empresa que ofertar bons serviços de Vacinação Ocupacional para você conduzirá as atividades educativas referentes à saúde e ao bem-estar dos seus colaboradores.

O que devo ter em mente quando for buscar os serviços de Vacinação Ocupacional para a minha empresa?

Para enfrentar todos os passos da imunização dos seus colaboradores, você deve prezar por serviços que saibam conduzir apropriadamente os programas de vacinação e que sigam o Calendário de Vacinação Ocupacional.

É imprescindível que a sua escolha leve em consideração todos os aspectos éticos e técnicos envolvidos no processo, sendo eles: a qualidade da vacina, seu transporte e manuseio, sua conservação, a técnica de aplicação, assim como a comunicação adequada com o público-alvo.

Além disso, é preciso cultivar o hábito de incluir a vacinação entre os temas trabalhados tanto na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT), como também durante todo o ano.

A empresa que ofertar bons serviços de Vacinação Ocupacional para você conduzirá as atividades educativas referentes à saúde e ao bem-estar dos seus colaboradores.